TRAPICHE DO ATEU

UM BLOG DE ECOLOGIA MENTAL. PARA REPENSAR O HOMEM E SUA RELAÇÃO COM A VIDA E COM O MUNDO.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

DEÍSMO E CAPITALISMO



(Odilon Redon)


O capitalismo ou os capitalismos degenerados em que se transformou o sistema econômico mundial são os frutos podres da árvore deísta. Caminham juntos, unidos num só ideal, amparando-se mutuamente: o deísmo dá ao capitalismo o estofo filosófico para continuar sua obra malfazeja de perpetuação da estupidez humana, das diferenças sociais e econômicas e, consequentemente, da escravidão do homem pelo homem, ou seja, da submissão de povos aos interesses de menos de dez por cento da população mundial que detém quase noventa por cento das riquezas produzidas pelo homem. Capitalismo e deísmo, as duas pragas unidas a inviabilizar o futuro do homem, pois, por serem ambas antinaturais, não têm nenhum interesse na preservação da vida e contribuem decisivamente para a deterioração das condições ecológicas do planeta Terra. Enquanto estiverem unidos, não haverá muitas oportunidades para se salvarem os rios, as matas, as águas, os animais e o próprio homem. Urge destruir tanto a um quanto a outro, se ainda se quer plantar alguma esperança de salvação do ecossistema em que vivemos.



Um comentário:

  1. Isaiais, permita-me entrar no teu blog para fazer uma pequena refutação no teu blog, você afirma que o mundo caminha para a destruição(Não discordo de você) devido aos frutos do deísmo, mais o amigo esquece que as maiores atrocidades do mundo foram cometidas por ateus Leia-se comunistas. por tanto acreditar em um ser superior ou em uma energia que mantém este universo não significa que deva existir submissão ou servidão, uma coisa é existir um criador que mantém as leias do universo, outra coisa é utilizar esta força por intermédio das religiões para enganar e iludir a população.

    Agradeço sua atenção e muito obrigado pelo espaço concedido....

    ResponderExcluir