TRAPICHE DO ATEU

UM BLOG DE ECOLOGIA MENTAL. PARA REPENSAR O HOMEM E SUA RELAÇÃO COM A VIDA E COM O MUNDO.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

CICLOS DA NATUREZA



(Jakek Yerka)


Águas de março. Fecham o verão. E um ciclo de vida. Porque a natureza vive de ciclos. O rio sobe e desce, à mercê das chuvas. As plantas crescem, florescem e frutificam à mercê das chuvas, trazidas pelos ciclos das estações. A vida é um ciclo. Estabelecido pela natureza, como um relógio vital, que condiciona a vida pelo andar de seus ponteiros. Só o homem, com o conhecimento, pode, às vezes, interferir no ciclo vital e direcionar o relógio para os seus interesses. Desde que isso não implique violar princípios básicos, como impedir que a chuva caia ou que as leis da natureza sigam seu curso. O homem tem o poder de manipular células e construir organismos, sejam eles outros seres ou plantas ou minerais. Cria, assim, com o conhecimento das forças da natureza, oportunidades e mistérios, mas não cria a vida: apenas a recria, como faz a própria natureza. E usa as forças da natureza em seu proveito. Mas, repito, não pode contrariar os princípios naturais. Querer que um rio não suba na época de chuva é invocar princípios mágicos. E a natureza não tem magia, tem forças e leis. As águas de março que fecham o verão não podem fechar os olhos do homem aos ciclos naturais da vida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário