TRAPICHE DO ATEU

UM BLOG DE ECOLOGIA MENTAL. PARA REPENSAR O HOMEM E SUA RELAÇÃO COM A VIDA E COM O MUNDO.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

RECUPERAÇÃO DA PÓLIS




(Adam Miller - Leda)

A recuperação da polis, contida na palavra política, constitui-se num dos pilares de uma possível democracia representativa que mereça esse nome. Polis é a cidade, o estado, o povo. Político, o cidadão que participa das atividades públicas, da cidade, do estado. Não pode ser uma classe especial de cidadãos, constituída à margem da sociedade, uma espécie de sindicato dono da representação do povo. Por isso, advogo a extinção pura e simples da chamada classe política, numa visão mais radical do problema. Nem partidos políticos são necessários, numa representação pluralista da sociedade. Partidos políticos são excludentes, como as religiões, e constituem foco de corrupção das idéias, mais grave do que a corrupção financeira e o enriquecimento de seus dirigentes com dinheiro público. A atividade política deve ser exercida diretamente pelo cidadão, sem intermediários ideológicos, porque não se trata de concepções filosóficas como têm pregado até aqui os ideólogos da política, mas se trata de assuntos comezinhos de administração pública, de como aplicar o dinheiro que os cidadãos pagam em forma de impostos. E isso não tem ideologia. A ideologização do estado tem trazido consequências funestas para o bolso do povo. Tanto o marxismo quanto o capitalismo são teorias meramente econômicas, práticas, nada têm de metafísicas, não precisam de gurus e teóricos de fala complexa. Não importa se um estado ou país é capitalista ou socialista: o emprego do dinheiro do povo pela administração deve ter um só objetivo, a melhoria de qualidade de vida da população, e isso passa por distribuição de renda (a diferença entre os maiores e os menores salários deve tender a zero), equilíbrio das contas públicas com contenção de gastos com a máquina administrativa; sistemas de saúde e educação com padrão de qualidade tal, que as atividades particulares dessas áreas fiquem restritas a diminutas parcelas da população; sistema de infra-estrutura adequada às atividades econômicas; controle estratégico das atividades privadas e regulação das relações entre capital e trabalho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário