TRAPICHE DO ATEU

UM BLOG DE ECOLOGIA MENTAL. PARA REPENSAR O HOMEM E SUA RELAÇÃO COM A VIDA E COM O MUNDO.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O CAMINHO DAS DITADURAS



(Acchiles Droungas)


A ética pública jogada no lixo transforma em miseráveis urubus o povo que a sustenta, porque esse povo passa a viver das migalhas do banquete dos corruptos. Em segundo lugar, os partidos políticos são inúteis, porque pressupõem a exclusão pela teoria do bem e do mal absolutos: cada um se julga dono da verdade, e nada é mais falso do que esse tipo de arrogância. Quem não está comigo, está contra mim. Essa a máxima utilizada pelo partido político para seduzir os seus seguidores e arregimentar quadros, o que o torna um terreno propício ao surgimento de ideias equivocadas de sociedade, de propostas utópicas, mas sedutoras, de ideologias toscas de nacionalismos e fascismos que podem trazer sérias consequências para a própria sobrevivência do estado democrático. A tentação de golpes contra a representação popular ganha facilmente adeptos dentro de um partido político, quando manipulada por líderes carismáticos. Porque, dentro de um grupo fortemente ideologizado, a verdade é a primeira vítima. O bom senso, a segunda. E o povo, como sempre, a maior de todas as vítimas, ao ser levado a apoiar, sem perceber, um estado ditatorial e perverso. Quando acorda, já é tarde demais. Todos os seus direitos já foram cassados e a oposição, esmagada. Assim, a partidarização dos movimentos populares torna-se uma ameaça à própria existência da democracia, contribuindo para o aprofundamento de suas crises e incertezas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário